Alumínio, alumina e bauxite

 O alumínio, apesar de ser o terceiro elemento mais abundante na crosta terrestre, aproximadamente 7,3%, é o metal mais jovem usado em escala industrial. É um metal sólido que, quando impuro, possui um aspecto cinza prateado e fosco, sendo sobretudo abundante em argila, xisto, ardósia, granito, sienito e anortosito.

 O alumínio é utilizado como metal puro ou em ligas (misturas de dois ou mais metais). As ligas de alumínio são mais úteis do que o alumínio por si só, porque conferem força e resistência ao material. Utilizando diferentes metais, surgem efeitos ligeiramente diferentes, pelo que as ligas podem ser escolhidas consoante o trabalho e a solução pretendida para os mais vastos mercados. Esta versatilidade e excelente performance na maioria das aplicações é uma das suas maiores vantagens.

baa

 A alumina é o nome comum dado ao óxido de alumínio (Al2O3). Entre 15 a 40% da alumina encontra-se presente em feldspatos, micas e argila. É produzida a partir do minério bauxite, sendo que esta encontra-se próxima da superfície, em várias regiões tropicais e subtropicais, o que possibilita a extracção da mesma a céu aberto. A bauxite é a principal fonte do alumínio, contendo uma grande quantidade de hidróxido de alumínio, juntamente com outros compostos como a sílica, óxidos de ferro e dióxido de titânio. No entanto, o aspecto físico como a cor (dependente do teor de ferro), a densidade e a composição química da bauxite varia muito.